Tahuti

01-100.jpg

Este artigo é somente um esboço para um artigo maior.
Quer ajudar a Ocultura? Acrescente alguma informação!



Egyptiangods.jpg
A Enéade


Shu
Tefnut
Nut
Geb

Néftis
Osíris
Ísis
Set

A Ogdóade

Nu/Naunet
Amoun/Amaunet

Kuk/Kauket
Huh/Hauhet

Outros Deuses Egípcios

Anúbis
Anuket
Apófis
Apep
Ápis
Aten
Bast
Bés
Hadit
Hapi
Hathor
Hórus
Harpócrates
Khepri

Khonsu
Khnum
Maat
Mentu
Neith
Nuit
Ptah
Sebek
Sekhmet
Seshet
Tahuti
Tawaret
Tum

Tahuti é outro nome para Toth, o deus da sabedoria, da escrita, do conhecimento trancedental, aquele conhecimento que está além das palavras. É atribuída a ele a criação do Tarot e do medu neteru, que significa escrita sagrada, ou seja, os hieroglifos.

Um hieroglifo só pode ser compreendido através da abstração e compreenção de sua simbologia, daí ser Tahuti o senhor do conhecimento trancedental. A intenção dos sacerdotes egipicios de escrever em hieróglifos era para que a sabedoria não se perdesse, e todo aquele que estivesse em posse das chaves, ou seja, do significado iniciatico das gravuras, pudesse compreendê-las. Ademais, os hieroglifos são construídos a partir de simbolos universais, impressões no akasha do inconciente coletivo humano, daí a capacidade de qualquer um em posse das chaves, ter o véu desvelado.

Há uma lenda egipicia de que os rituais e livros sagrados caíram literalmente do céu, sendo encontrados nos Templos aos pés das imagens do deus, tendo sido escritos de sua propria mão.

É considerada um divinidade lunar por refletir o pensamento de Rá.

Seus animais sagrados eram o macaco e a ibis. Representavam o dupla natureza da humanidade. A íbis é a razão e o macaco é o instinto.


   Esta página foi acessada 14 426 vezes.
O Ocultura utiliza o MediaWiki Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS!