Khepri

Khepri


Egyptiangods.jpg
A Enéade


Shu
Tefnut
Nut
Geb

Néftis
Osíris
Ísis
Set

A Ogdóade

Nu/Naunet
Amoun/Amaunet

Kuk/Kauket
Huh/Hauhet

Outros Deuses Egípcios

Anúbis
Anuket
Apófis
Apep
Ápis
Aten
Bast
Bés
Hadit
Hapi
Hathor
Hórus
Harpócrates
Khepri

Khonsu
Khnum
Maat
Mentu
Neith
Nuit
Ptah
Sebek
Sekhmet
Seshet
Tahuti
Tawaret
Tum

Khepri, Khepera, Kheper, Chepri ou Khepra é o nome de um deus maior egípcio. Khepri é associado com o escaravelho (Kepher), cujo comportamento de manter esferas de estrume representa a força que move o sol. Khepri gradualmente foi considerado como uma personificação do próprio sol, e depois foi uma deidade solar. Para explicar onde o sol vai à noite, tal empurramento foi extendido ao mundo subterrâneo, onde o trabalho de Khepri cesa.

Desde que o escaravelho deposita seus ovos em corpos de vários animais mortos, incluindo outros escaravelhos, e no esterco, do qual eles emergem tendo nascido, os antigos egípcios acreditavam que o escaravelho era criado da matéria morta. Por causa disso, eles também associaram Khepri com renascimento, renovação, e ressurreisção. De fato, seu nome (kheper em egípcio) significa "vir a existir". Como resultado disso, quando o culto rival do deus-sol ganhou significância, Khepri foi identificado como o aspecto de que constitui o amanhecer do sol, isto é, o sol quando ele vem a existir.

Subsequentemente, quando e Atum se foram identificados com outros, Khepri, que era a forma jovem de , mistorou-se com Nefertum, que era de Atum. Isso levou a uma cosmogonia onde , como Khepri, um escaravelho, resultou das atividades da Ogdóade, e emergiu de uma flor de lótus (azul), apenas para imediatamente transformar-se em Nefertum, um jovem, que, após crescer, masturbou-se a Enéade à existência.

Khepri foi descrito principalmente como um escaravelho inteiro, porém em algumas pinturas em tumbas e papiros funerários ele é representado como um omem com cabeça de escaravelho. Ele também é descrito como um escaravelho em um barco solar segurado por Nun. Quando representado como um escaravelho, tipicamente está puxando o sol através do céu todo dia, assim como rolando-o em segurança no mundo subterrâneo toda noite. Como um aspecto de , ele particularmente é prevalente na literatura funerária do Novo Reino, quando muitas tumbas de Ramesside no Vale dos Reis foram decoradas com descrições de como um disco solar, contendo imagens de Khepri, o sol amanhecendo, e Atum, o sol se pondo.

Khepri em Thelema

Referências à Khepri em Thelema aparecem no Liber Resh vel Helios onde o deus representa o ponto do Sol a meia noite, sendo uma das quatro adorações ao Sol:

"À meia-noite, que ele saúde o Sol, frente ao norte, dando o Sinal de seu Grau. E que diga em voz alta:
Saudações a Ti que és Khepra em Teu refúgio, sempre a Ti que és Kephra em Teu silêncio, que viajas acima dos Céus em Tua barca à Meia Noite do Sol. Tahuti erguido em Esplendor na proa, Ra-Hoor permanece no leme. Saudações a Ti da Morada da Tarde."`

Há referências à Khepra em O Livro de Thoth- O Taro. Segundo Crowley, o escaravelho presente no arcano XVIII é Kephra.

"Há um amanhecer em botão na meia noite, escreveu Keats. Por esta razão aparece na base da carta, abaixo da água que está colorida de gráficos de abominação , o Escarvelho sagrado, o Kephra egípicio, prendendo em suas mandíbulas o Disco Solar. É este Escaravelho que transporta o Sol em seu Silêncio através da escuridão da Noite e da severidade do Inverno."

Ver também

Referências


   Esta página foi acessada 15 980 vezes.
O Ocultura utiliza o MediaWiki Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS!