Visão e a Voz

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar

The Vision and the Voice

Liber 418, "A Visão e a Voz", é considerado por Aleister Crowley como o segundo livro em importância, perdendo apenas para Liber Al vel Legis (o Tarô de Thoth por exemplo utiliza bastante as conclusões da obra)). Para obtê-lo, Aleister Crowley e seu discípulo, o poeta inglês Victor Benjamin Neuburg, viajaram as terras áridas da Argélia e ali realizaram invocações específicas de onde saíram a série de conceitos que alicerçaram a filosofia de Thelema.

01-100.jpg

Este artigo é somente um esboço para um artigo maior.
Quer ajudar a Ocultura? Acrescente alguma informação!

Valendo-se do sistema enoquiano de John Dee e Edward Kelley, Crowley iniciou as invocações no ano e 1900 e.v. no México, porém o seu despreparo espiritual o levou apenas a invocação dos dois primeiros Aethyrs (as invocações se iniciaram no trigésimo e seguiram na ordem decrescente). Em 1909 e.v., no dia 18 de Novembro chega a Argélia e dá seqüência ao processo, repetindo a experiências de seus compatriotas: no dia 23 de Novembro, de posse de uma pedra-de-vidência, um topázio dourado, incrustada numa cruz grega de cinco quadrados e uma rosa de quarenta e nove pétalas no meio, penetrou nos Aethyrs, entoando o chamado da décima nona chave enoquiana, ficando a cargo de seu chela a função de escriba.


O resultado foi um conjunto de visões de caráter enigmático, em sua maioria, porém, de uma força e beleza impressionantes. Nitidamente influenciada pelo Apocalipse de São João (originalmente um apócrifo), a obra expõe acontecimentos futuros e explica alguns pontos importantes da iniciação thelêmica: ali está reconstrução do ritual de Abramelim, o Mago, o caminho para a Travessia do Abismo, a simbolização da derrocada do Aeon de Virgem-Peixes e a revelação de Babalon e seu papel na evolução espiritual, todos esses eventos costurados pelo tema principal: o nascimento de um Magister Templi ou Buda. Ambas as obras tratam do mesmo evento, a primeira, no entanto, tornou-se obscura e hermética, cabendo a Besta desenvolver uma mais adequada (e ainda hermética) a nova era que anunciou.


Os Aethyrs e o Liber 418

Æthyr Nome En. Nome Título (418)
30º Aethyr 30.gif TEX Exordium do Equinócio dos Deuses
29º Aethyr 29.gif RII O Destroçar do Æon de Osíris
28º Aethyr 28.gif BAG A Visão da Aurora do Æon de Hórus (Atu XVII)
27º Aethyr 27.gif ZAA A Visão da Iniciação de Hécate (Atu XIV) - A Redenção da feiticeira por Amor
26º Aethyr 26.gif DES A substituição dos Deuses-Escravos (A Visão do Atu XX, a Estela) A Visão da Estela da Revelação, o crepúsculo do Æon dos Deuses Escravos
25º Aethyr 25.gif VTI O caminho de Teth (Atu XI. O Querubim do Fogo na Iniciação). A Visão do Fruto da Grande Obra da Besta - 666. O Leão
24º Aethyr 24.gif NIA A Rosa. (A Mulher do Atu XIV. Ministra de Babalon; O Querubim da Água na Iniciação.) O Primeiro Beijo da Dama da Iniciação.
23º Aethyr 23.gif TOR O Querubim da Terra e Ar (oficiais Menores na Iniciaçãok ao 8º=3□) A Visão da Relação E Identidade da Terra e do Ar
22º Aethyr 22.gif LIN A Tábua de 49 partes (primeira Aparição da Criança Coroada e Conquistadora para o Adeptus Exemptus como no Pastos) A Visão da Rosa, o Coração de BABALON e O Nascimento do Universo
21º Aethyr 21.gif ASP Kether. (O Hierofante prepara o Candidato). A Visão do Destino Inevitável
20º Aethyr 20.gif KHR O caminho de Kaph (Atu X). O Hiereus prepara o Candidato). A Visão da Roda da Fortuna. As Três Energias do Universo
19º Aethyr 19.gif POP O Caminho de Gimel (O Hegemone entre os Pilares. Preliminar: A Visão do Universo Desgovernado)
18º Aethyr 18.gif ZEN Tiphareth. (A Câmara do Rei. A Visão do Sagrado Anjo Guardião). A Instrução Relativa a Obtenção da Visão e da Voz dos Trinta Æthyrs. A Preparação do Candidato
17º Aethyr 17.gif TAN O Caminho de Lamed. (A União de Gimel, Lamed, Samech). A Visão da Justiça ou Equilíbrio do Universo
16º Aethyr 16.gif LEA Kether. (caminho de Pe.) A Derrocada dos Deuses-Escravos pela Besta 666
15º Aethyr 15.gif OXC A Visão da Rosa de 49 Pétalas e da Sagrada Tábua de 12 Partes. Exame do Candidato para M.T.
14º Aethyr 14.gif UTA A Visão da Cidade das Pirâmides. A Recepção Do Mestre do Templo
13º Aethyr 13.gif ZIM O Jardim de Nemo. A Obra do Magister Templi
12º Aethyr 12.gif LOE O Caminho de Cheth. O Portador do Sangraal. Os Irmãos Negros
11º Aethyr 11.gif IKH Yesod. A Fronteira do Abismo
10º Aethyr 10.gif ZAX O Abismo. Choronzon, sua Natureza
Aethyr 9.gif ZIP Malkuth. (A Virgem Pura.) A Recompensa do Magister Templi
Aethyr 8.gif ZID O Sagrado Anjo Guardião. Sua Instrução
Aethyr 7.gif DEO O Caminho de Daleth. Os Irmãos Negros
Aethyr 6.gif MAZ A Visão da Urna. O Magus 9º = 2□. As Três Escolas de Magia
Aethyr 5.gif LIT A Visão do Pilar do Meio. (Flecha). O Mistério do Ateísmo
Aethyr 4.gif PAZ As Bodas de Yod e He. (O Símbolo Tibetano Tradicional.) O Vidente identifica-se com ele
Aethyr 3.gif ZOM O Magus do Tarô. (Atu I). Mayan, o Ilusionista. O Vidente na Ilusão (Lilith)
Aethyr 2.gif ARN As Bodas do Vidente e BABALON. (Atu VI)
Aethyr 1.gif LIL A Visão da Criança Coroada e Conquistadora, o Senhor do Æon

Referências