Paimon

Este artigo é parte integrante da série Goétia

Goetia (Latim da Idade Média), do Grego γοητεία (goēteia - "feitiçaria"). Refere-se à prática de Invocação de Anjos ou a Evocação de Demônios descritos no grimório do séc. 17, The Lesser Key of Solomon (A Chave Menor de Salomão) que retrata a Ars Goetia em sua primeira seção. O texto que se segue refere-se a algum espírito ou elemento deste sistema de magia, no entanto, é altamente recomendável que iniciantes leiam o artigo raiz, onde a definição de Goetia pode ser encontrada.

Demonios goeticos.jpg

Definição de Goetia

  1. Baal
  2. Agares
  3. Vassago
  4. Samigina
  5. Marbas
  6. Valefor
  7. Amon
  8. Barbatos
  9. Paimon
  10. Buer
  11. Gusion
  12. Sitri
  13. Beleth
  14. Leraie
  15. Eligos
  16. Zepar
  17. Botis
  18. Bathin
  19. Saleos
  20. Purson
  21. Marax
  22. Ipos
  23. Aim
  24. Naberius
  25. Glasya-Labolas
  26. Bune
  27. Ronove
  28. Berith
  29. Astaroth
  30. Forneus
  31. Foras
  32. Asmodeus
  33. Gaap
  34. Furfur
  35. Marchosias
  36. Stolas
  37. Phenex
  38. Halphas
  39. Malphas
  40. Raum
  41. Focalor
  42. Vepar
  43. Sabnock
  44. Shax
  45. Vine
  46. Bifrons
  47. Uvall
  48. Haagenti
  49. Crocell
  50. Furcas
  51. Balam
  52. Alloces
  53. Caim
  54. Murmur
  55. Orobas
  56. Gremory
  57. Ose
  58. Amy
  59. Orias
  60. Vapula
  61. Zagan
  62. Volac
  63. Andras
  64. Haures
  65. Andrealphus
  66. Cimejes
  67. Amdusias
  68. Belial
  69. Decarabia
  70. Seere
  71. Dantalion
  72. Andromalius

O nono espírito nesta ordem é Paimon, um grande Rei, muito obediente a Lúcifer. Ele aparece na forma de um homem sentado em cima de um dromedário com uma coroa a mais gloriosa sobre a sua cabeça. É precedido por um séqüito de espíritos, como homens com trombetas e címbalos, e toda sorte de instrumentos musicais. Ele possui uma poderosa voz, e fala jorrando palavras em tal numero que o mágico não pode compreende a menos que o puder compelir a obedecer.

Este espírito pode ensinar todas as artes e ciências, além de coisas secretas. Descobre qualquer coisa que esteja sobre a terra ou sob as águas; e o que a mente é, e onde ela se encontra; ou algum outro desejo que o magista queira saber. Ele concede títulos e confirma os mesmos. Ele concede bons Familiares tanto como pode ensinar quaisquer artes. Deve ser esperado pelo oeste. É da ordem das Dominações. Chefia 200 legiões de espíritos, sendo parte deles da ordem dos anjos, e da outra das Potestades. Agora se quiseres chamar Paimon sozinho, deverá lhe fazer alguma oferenda; e atende por meio de dois reis chamados LABAL e ABALIM, e também por outros espíritos que sejam da ordem de Potestades, junto com 25 legiões. E aqueles espíritos que lhe são sujeitos não estão sempre com ele a menos que o magista os obrigue a isto.

DESCRIÇÃO

Zodiaco: 10-14 graus de Touro 30. Abril-maio 4. Tarot: 6 de Pentacles Planeta: Mercúrio Metal: Mercúrio Elemento: Terra Planta: corriola Cor das Velas: preto e azul escuro Rank: Rei


Paimon é um Demônio do Dia e rege 200 legiões de espíritos. Parte deles eram da Ordem dos Anjos e os outros de potentados. Ele é um grande rei e muito obediente a Lúcifer. Paimon dá o poder de influenciar e controlar outros, e ensina artes e das ciências. Ele prevê familiares e dá uma boa posição e honra. Quando ele aparece, é acompanhdo por outros Demônios. Paimon é conhecido por fazer barulho.

Paimon1.JPG

Selos de Paimon

Paimon2.JPG

ou

Paimon3.JPG


Ver Também


   Esta página foi acessada 33 122 vezes.
O Ocultura utiliza o MediaWiki Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS!