Mudanças entre as edições de "Q.V.I.F."

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
Linha 25: Linha 25:
 
Quando no Brasil, aqui e ali, surgiam (e surgem a cada dia) movimentos thelêmicos das mais diversas tendências, Frater Q.V.I.F. focou-se na difusão da "Filosofia de Thelema com Responsabilidade", isto é, sem os exageros e distorções sectaristas e exclusivistas, em fim, tudo o que proporcionou a fama de "intrigueiros", fofoqueiros, ditadores, etc. dos muitos que se intitulam thelemitas, quando na verdade, cada um de nós, que não alcançou a consciência da Verdadeira Vontade, não passa de um Aspirante a Thelema.
 
Quando no Brasil, aqui e ali, surgiam (e surgem a cada dia) movimentos thelêmicos das mais diversas tendências, Frater Q.V.I.F. focou-se na difusão da "Filosofia de Thelema com Responsabilidade", isto é, sem os exageros e distorções sectaristas e exclusivistas, em fim, tudo o que proporcionou a fama de "intrigueiros", fofoqueiros, ditadores, etc. dos muitos que se intitulam thelemitas, quando na verdade, cada um de nós, que não alcançou a consciência da Verdadeira Vontade, não passa de um Aspirante a Thelema.
  
Em fevereiro de 2006 Frater QVIF retirou-se ao silêncio mas hoje em dia está trabalhando novamente, sendo um dos membros da [[Fraternistas Stellæ Vigilantis]], sendo esta a Nova Roupagem da [[Sociedade Novo Aeon]] e a mantenedora da [[Ordem dos Cavaleiros de Thelema]].
+
Em fevereiro de 2006 Frater QVIF retirou-se ao silêncio mas hoje em dia está trabalhando novamente, sendo um dos membros da [[Fraternistas Stellæ Vigilantis]], a Nova Roupagem da [[Sociedade Novo Aeon]] e a mantenedora da [[Ordem dos Cavaleiros de Thelema]].
  
 
== Fonte ==
 
== Fonte ==

Edição das 23h19min de 12 de outubro de 2010

Marcos Pagani

Frater Q.V.I.F. é cidadão brasileiro, nascido em 1958, na cidade do Rio de Janeiro. Tomou conhecimento da Filosofia de Thelema em 1973 de maneira insipiente através de um grupo ligado a Raul Seixas. Na época, não havia um movimento plenamente organizado no Brasil, a despeito dos esforços de Marcelo Ramos Motta e de Euclydes Lacerda de Almeida, proeminentes pioneiros na divulgação da Lei de Thelema em nosso país.

Em 1982 iniciou correspondência com a Loja Nuit da Sociedade Ordo Templi Orientis do Brasil, tendo adquirido, a partir de então, literatura thelêmica publicada por Marcelo Motta. Foi uma época de descobertas, pois publicações do gênero eram raras em português. Em 1985 é recebido por Motta na A.·. A.·., no Grau de Probacionista, não tendo mais contato pessoal com o mesmo depois disso.

Em 1986 solicita, com insistência, entrada na S.O.T.O., tendo recebido em princípios de agosto de 1987, correspondência remetida por Motta, em nome da Loja Nuit, porém postada em Teresópolis, RJ, com um Juramento do Grau I e instruções sobre como proceder. Respondeu a mesma, remetendo o que foi solicitado, não tendo, porém , recebido nenhuma confirmação de que fora aceito.

Em 1988, recebeu correspondência dos Estados Unidos, de Daniel B. Stone, informando sobre a morte de Motta em final de agosto de 1987, e da transferência da Ordem para os Estados Unidos.

A partir daí, Frater Q.V.I.F. passa a estudar sozinho, tendo conhecido em final de 1990, Euclydes Lacerda de Almeida , conhecido na época por Frater Aster. Através deste, veio a aprofundar seus estudos na Filosofia Thelêmica, tendo trabalhado intensamente na difusão da Lei, junto com outros, em uma época que Crowley e sua Obra eram encarados de maneira extremamente preconceituosa, equivalente a satanismo. Ajudou ministrando instruções na Loja Therion, dirigida por Frater PAN , durante três anos, tendo fundado a Loja Thelema em 1993 e.v. Em virtude desta fundação, sérios problemas surgiram e erros de avaliação de Frater Q.V.I.F. fizeram-no afastar-se de Frater Aster em 1994 e.v. Neste ano, fundou a Ordo Templi Orientis Brasilis, tendo cometido aí seu maior erro, pois deixou-se levar pelo ego, tendo seu trabalho se desordenado e acabado, por sua decisão, em 1995.

Paralelo a tudo isso, a única coisa que Q.V.I.F. conseguiu manter foram seus estudos na A.·. A.·. . Fora recebido regularmente em 1985 por Motta, e mais tarde, por indicação de Frater Thor , por Frater Bruno. Não conseguindo continuar seus estudos sob uma direção no Brasil, buscou ajuda de um americano, Frater Leny, da linhagem de Soror Estai, que ciente de sua situação o ajudou a chegar ao Grau de Neófito. Porém, em virtude de sua ligação anterior com Frater Thor, Leny cortou contato com Q.V.I.F. Abalado, com sua vida pessoal desorganizada, foi obrigado a sair do Rio de Janeiro, indo morar no interior do estado, em 1996. Foi uma época muito difícil, período em que somente Frater ABO, manteve contato, estando a trabalhar com Q.V.I.F. na A.·. A.·.

A partir de sua mudança, Frater Q.V.I.F. começou a reorganizar-se. Conscientizou-se de seus erros, reavaliou o seu caminho, refez seus juramentos na A.·. A.·. e mesmo sozinho, se aplicou a uma intensa prática. Paralelo a isso, junto com Frater ABO, estruturou e fundou a Loja Nova Isis, que viria a ser, durante muitos anos, o local onde se reuniu uma comunidade que realizou trabalho impecável. A despeito de ter estruturado e fundado essa Loja, Frater Q.V.I.F. observou que o trabalho coletivo não era mais sua vontade. Não quis com isso dizer que todo e qualquer trabalho coletivo não tinha validade. Somente não era mais sua vontade participar de um. Resolveu dedicar-se a A.·. A.·. integralmente.

Em 1997 voltou a tomar contado com a Euclydes Lacerda de Almeida, que na época estava iniciado no Califado O.T.O.. Para ter acesso a Euclydes, Frater Q.V.I.F. foi iniciado no Califado O.T.O. nos Graus de Minerval e Homem (0 e I), tendo logo depois tomado conhecimento que Euclydes havia se afastado do mesmo. Sem pestanejar, mandou e-mail para uma das líderes do Campo no Rio, informando de sua saída daquela Ordem.

Em 1998 voltou para o Rio de Janeiro, entrando em contado efetivo com Euclydes, tendo com ele esclarecido todos os erros do passado,admitindo também aquele que fora induzido a erro, precipitando-se em algumas decisões. Resolvida a situação, Frater Q.V.I.F.,assinou os juramentos devidos, colocando-o sob sua instrução de Frater Thor na A.·. A.·. .

A partir daí, Q.V.I.F. reencontrou cada pessoa que havia se afastado dele no passado, tendo mostrado aos mesmos que as "ordens passam, mas a amizade fica". Muitos lhe recusaram amizade novamente, mas isso já não abalou mais o referido frater. Sua vida profissional e pessoal foi plenamente restruturada, seu trabalho iniciático estava fluindo como deveria.

Frater Q.V.I.F. continuou a difundir a Lei de Thelema através de um Site sobre a Astrum Argentum , em palestras e cursos sobre Tarot, Rituais Thelêmicos, Magick, etc. Está em fase de conclusão de um Livro sobre o Tarot de Thoth (Crowley) e está construindo o portal Thelema Brasil , onde estarão sub-sites inéditos sobre Marcelo Motta, Movimentos Thelêmicos no Brasil e no mundo, bem como bastante material para pesquisadores de todos os gostos.

Quando no Brasil, aqui e ali, surgiam (e surgem a cada dia) movimentos thelêmicos das mais diversas tendências, Frater Q.V.I.F. focou-se na difusão da "Filosofia de Thelema com Responsabilidade", isto é, sem os exageros e distorções sectaristas e exclusivistas, em fim, tudo o que proporcionou a fama de "intrigueiros", fofoqueiros, ditadores, etc. dos muitos que se intitulam thelemitas, quando na verdade, cada um de nós, que não alcançou a consciência da Verdadeira Vontade, não passa de um Aspirante a Thelema.

Em fevereiro de 2006 Frater QVIF retirou-se ao silêncio mas hoje em dia está trabalhando novamente, sendo um dos membros da Fraternistas Stellæ Vigilantis, a Nova Roupagem da Sociedade Novo Aeon e a mantenedora da Ordem dos Cavaleiros de Thelema.

Fonte

http://www.astrumargentum.org