Morte

De Ocultura
Revisão de 17h44min de 19 de novembro de 2008 por Leticiacopetti (discussão | contribs) (Explicação da carta em O Livro de Thoth)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Template tarot2.jpgTarot | Tarot de Thoth
Arcanos Maiores: O Louco - O Mago - A Sacerdotisa - A Imperatriz - O Imperador - O Hierofante - Os Amantes - A Carruagem - Ajustamento - O Eremita - A Fortuna - Tesão - O Enforcado - Morte - A Arte - O Diabo - A Torre - A Estrela - A Lua - O Sol - O Aeon - O Universo
Arcanos Menores: Paus | Copas | Espadas | Discos
A Morte

A Morte é a necessidade de renovação, realiza-la é entrar por um Mundo Desconhecido mas de se libertar daquilo que sufoca, é como a serpente que muda constantemente sua pele. Representa o aspecto de Saturno ( primaveril de ), moldagem das formas. Morrer é voar, é libertação ( das formas escravizadoras e dos limites impostos pela matéria). Escorpião é a água, elemento rastejante, a águia alça vôo ( a Grande Alquimia) um estágio de consciência da morte intrena. A Morte não é o início da imortalidade mas a continuação e a transformação da Vida. O Escorpião é aquele que levanta o espírito do mais fundo lamaçal - crescimento.

Interpretações - transformação consciente, necessidade de renovação, fim de uma etapa.

Caminho da Árvore da Vida - De Tiphareth a Netzach

Letra Hebraica - Nun - peixe

Valor - 50 (700)

Tattwa - Água & Fogo

Nome Místico - Filho das Grandes Transformações, Senhor dos Portais da Morte.

Signo - Escorpião.

Planeta - Plutão

Explicação da carta em O Livro de Thoth

Esta carta é atribuída à letra Nun, que significa peixe, o símbolo da vida sob as águas, a vida se movendo através das águas. Refere-se ao signo Zodiacal do Escorpião, que é regido por Marte, o planeta da energia ígnea sob sua forma mais baixa, que é, portanto, necessária, para produzir o impulso. Na alquimia esta carta explica a idéia da putrefação, o nome técnico dado por seus adeptos à série de alterações químicas que desenvolve a forma final da vida apartir da semente latente original no ovo Órfico.

Este signo é um dos mais poderosos do Zodíaco, mas não pussui a simplicidade e a intensidade de Leão. É formalmente dividido em três partes: a parte mais baixa é simbolizada pelo Escorpião, que supunham os antigos observadores da Natureza, comete suicídio ao se encontrar cercado por um anel de fogo, ou, de outra maneira, numa situaão desesperada. Isto representa a putrefação sob sua forma mais baixa. A tensão do ambiente tronou-se intolerável e o elemento atacado voluntariamente se sujeita à alteração; assim, o ptássio arrojado à água se torna inflamado e aceita o abraço do radical hidroxilo.

A interpretação mediana deste signo é dada pela serpente, a qual é, ademais, o tema principal do signo. A serpente é sagrada, Senhora da Vida e da Morte, e seu método o progressão sugere a ondulação rítmica daquelas fases gêmeas da vida que chamamos respectivamente de vida e morte. A serpente é também, como já previamente explicado, o principal símbolo da energia masculina. A partir disto se perceberá que esta carta é, num sentido rigorosíssimo, o complemento da carta chamada Volúpia, Atu Xi e o Atu XII representa a solução ou dissolução que as une.

Símbolos Principais

A águia - A essência.

O peixe - o caminho da flecha, o Velho Éon

O esqueleto & a foice - Cronos, Saturno, o tempo, as mudanças que transcendem o próprio tempo.

A Coroa de Osíris - O condutor do submundo

A flor - Aspecto de putrefação

As bolas - a consciência

A serpente - O caminho do verdadeiro Iniciado

Referências