Iluminismo Científico

De Ocultura
Revisão de 07h05min de 22 de maio de 2009 por Dyulax (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

O Iluminismo Científico pode ser definido como "a Rocha da Experiência" - o Misticismo corrigido pela Ciência.

Se duas pessoas realizassem o mesmo experimento (que em verdade não seria exatamente o mesmo por questões de de tempo, local, ferramentas, etc.) elas deveriam obter o mesmo resultado. No sistema thelêmico, isso seria repetir os experimentos propostos e verificar os resultados por si próprio, ao invés de tomar o que está escrito apenas por fé.

Crowley diz em seu Livro Quatro:

Frater Perdurabo é o mais honesto dos Mestres de todas as religiões. Outros disseram: "Creiam em mim", mas ao contrário, ele disse: "Não creiam em mim". Ele não pede seguidores; ele os despreza e os rechaça. Ele quer um corpo de estudantes que confiem em si mesmos e que sigam seus próprios métodos de investigação. Se ele pode ajudar-lhes dando-lhes “conselhos” em suas dificuldades, seu trabalho foi realizado com satisfação.
É um absurdo ver aqueles que desejavam que os homens acreditassem neles. Uma língua persuasiva, uma espada eficiente ou tortura produziram esta "fé" que é contrária e destrutiva a verdadeira experiência religiosa.
Toda a vida de Frater Perdurabo está agora dedicada para que tu obtenhas esta experiência viva da verdade para pô-la em ti mesmo!

Sobre o Iluminismo Científico

Os dois principais documentos que sumarizam as premissas essenciais do Iluminismo Científico e o treinamento técnico empregado pela A.'.A.'. são "Postcards to Probationers" e o "Editorial" do No.2 do "The Equinox".

Referências